DOC Regência seleciona registros sobre o Rio Doce


16 set/2016

Evento, que será realizado em novembro, receberá inscrições de documentários, reportagens e web-documentários até o dia 26 de setembro

O CBH-Barra Seca e Foz do Rio Doce, em parceria com o Projeto Tamar, Interferências Filmes e Projetos e a AMOR (Associação dos Moradores de Regêrncia) está selecionando documentários, reportagens e web-documentários para exibição na primeira edição do DOC Regência – mostra de documentários sobre o Rio Doce. O evento será realizado entre os dias 21 e 26 de novembro, em Regência/ES, e os interessados em participar terão até o dia 26 de setembro para encaminhar suas produções à organização. O objetivo é promover a reflexão e a apreciação sobre o Rio Doce, por meio de registros audiovisuais produzidos em diferentes momentos da história da região, nos aspectos históricos, ambientais, culturais e sociais, levantando o debate sobre a situação do manancial; além de promover o turismo e a cultura da região da Foz do Rio Doce, altamente impactada pela contaminação provocada pelos rejeitos de minério resultantes do rompimento da barragem de Fundão, em Mariana/MG.

Produtores, documentaristas, jornalistas e profissionais da área de audiovisual, comunicação, cultura e outros interessados em mostrar seus trabalhos devem se inscrever através do link disponível no site do Projeto Tamar (www.tamar.org.br), onde também se encontram o regulamento e a ficha de inscrição. As inscrições poderão ser realizadas em uma das três categorias – documentário, reportagem especial para televisão (incluindo seriado) ou web-documentário.

Também deverão ser enviadas até o dia 26 de setembro foto e cópia da obra, através do site do Projeto Tamar ou para o endereço do Centro de Visitantes do Projeto Tamar, em Vitória, localizado na Avenida Nossa Senhora dos Navegantes, nº 700, Parque Municipal Ilha dos Papagaios, no Bairro Enseada do Suá, CEP: 29950-256.

As obras inscritas passarão por análise de uma comissão de seleção formado por técnicos da área de audiovisual, comissão organizadora do evento, ambientalistas e membros da comunidade local. Ao todo serão selecionadas até 24 horas de produções audiovisuais, levando-se em consideração a qualidade técnica.

Entre os critérios a serem utilizados na seleção estão a abordagem do tema, a qualidade técnica e conceitual do filme ou reportagem e a contribuição da obra para o debate, que será realizado simultaneamente às exibições, em sessões temáticas programadas para os seis dias do evento.

Os documentários, reportagens e web-documentários selecionados estarão disponíveis na página do evento a partir do dia 18 de outubro. Já os trabalhos inscritos na categoria web ficarão disponíveis para visualização no site do Projeto Tamar.


Nenhum Comentário »

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS dos comentários deste post TrackBack URL

Deixe um comentário