Rio Vivo

Os CBHs da Bacia do Rio Doce estão investindo recursos da cobrança pelo uso da água na recuperação de nascentes, promoção de melhorias no saneamento rural e redução da geração de sedimentos. Através de ato convocatório promovido pelo IBIO – entidade delegatária e equiparada às funções de agência de água da Bacia Hidrográfica do Rio Doce – foram contratadas duas empresas especializadas na elaboração de diagnósticos e projetos em imóveis rurais de municípios priorizados, conforme critérios de vulnerabilidade ambiental.

Nessa primeira fase, a expectativa é de que sejam investidos aproximadamente R$ 3,1 milhões, pelo CBH-Piranga; R$ 3,6 milhões, pelo CBH-Piracicaba e R$ 2,7 milhões pelo CBH-Santo Antônio.

A concretização do Rio Vivo trará resultados na revitalização dos corpos d’água, aumento da quantidade de água e melhoria da qualidade da água nas bacias contempladas, além de promover o aumento da infiltração das águas de chuva no solo, controle do carreamento de sedimentos para corpos d’água, tratamento de esgotos domésticos e tratamento de água para abastecimento.

CBH-Piranga

  • Lote 01 –

Plano de Trabalho

  • Lote 02 –

Plano de Trabalho

CBH-Piracicaba

  • Lote 01

Produto 01 – Plano de Trabalho

  • Lote 02

Produto 01- Plano de trabalho

  • Lote 03

Produto 01- Plano de trabalho

CBH-Santo Antônio

  • Lote 01 –

Produto 01 – Plano de trabalho

  • Lote 02 –

Produto 01 – Plano de Trabalho